sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

As nuvens lisboetas que nos falam. Clouds over Lisbon. 23-12-2014...



AS NUVENS LISBOETAS
23-12-2014 Clouds and their messages...

Por vezes as estradas supre-lisboa enchem-se de nuvens romeiras ou peregrinas 

Ondulam por cim dos beirais como se fossem ondinas a brincar no grande Oceano

Outras dão as mãos e são fadas ou silfides alongando-se pelo ceu acima

Tais mensagens desafiam algumas aves e almas a lançarem-se em uníssono com elas

Grande comunicações cruzam então os céus de Lisboa...

As ondas do Pacífico ou pacificas perfilam-se sobre os mirantes agora pouco usados

Contrastes de luz eterica e sombra materializada, ou os mensageiros angélicos em cima e os ministros que não ministram em baixo...

Bom, partamos, a Terra alinhar-se-á melhor com o Céu à medida que a evolução histórica da humanidade avança

Siagmos os mensageiros alados, tenhamos-los dentro do nosso coração e deixemos crescer as asas da coragem e da aspiração

As mansardas desassossegadas, os reptos ardentos do Alto: quem arde e voa connosco?

Os duendes e fadas das árvores, ou que sejam apenas as suas folhas, fremem com a brisa e o voo alado subtil

Os electricos amarelos, submarinos de desejos, sulcam Lisboa, embora este na Bica seca namore apenas o Rio Tejo ao longe majestoso e sobrevoado por nuvens mais ou menos naturais...

Recantos echaminés, fornos, pátios e jardins, alquimias do humano no Divino, sob o orvalho ondulante das nuvens.

As glicinias aspiram também ao Sol e vão tingidas do vermelho de Amor que lhes dá o ser, calmas, agrupadas harmoniosamente sem egoísmos nem vã glorias e ambições...

Talvez a mais bela, a mais ascensional, cheia de possíveis sinais de seres subtis, silfides, devas ou Anjos...

Agrupados no amor inteligente que a tudo pode inspirar, tal como as nuvens e as aves, podemos elevar-nos e sermos mais fortes nas realizações que tanto são necessárias para o Bem e a Beleza da Humanidade...

Sem comentários: