quarta-feira, 1 de julho de 2015

As Livrarias que morrem (ou se subtilizam...), embora os muito jovens as frequentem...

A Loja das Colecções à Rua da Misericórdia...
Jovens amantes da leitura haverá sempre...

Mas a concorrência da informática...
A bela e enérgica Rita, olhos algo trocados na imagem, a zelar pela loja...

Isabel, alma de eleição, tomou o legado do seu pai enquanto os fados o permitiram
Seres de luz, e mais um espaço do culto dos livros que se desvanece na impermanência social

Sem comentários: