domingo, 1 de maio de 2016

Os Crepúsculos Cósmicos também perpassam pelas cidades

                         Quando as nuvens tomam de assalto o horizonte das cidades e nos projectam para as dimensões atmosféricas e subtis da Terra e sua Alma...

Mais do que anúncios de lutas amorosas, tempestades e raios e coriscos, elas convidam-nos a apreciarmos e a sentirmos o seu imenso poder e a recarregar-nos a vários níveis.
Quando as nuvens estão tão prenhas de fogo (Agni) podem dardejar um raio, neste momento junto a uma árvore curvada humildemente perante tal mensagem fulminante ou iluminante...
Os braços da árvore parecem os de um arqueiro que desfere impassível e determinado a flecha que  nos acerta no alvo: feridos de amor e gratidão...
Alba e crepúsculo, dia e noite, vida e morte, manifestação e não-manifestação, assim decorre o ciclo polarizado, por vezes atravessado pelo raio fulminante da iluminação, do amor, da Unidade...
Nuvens a Oriente percorrem os ceus das cidades mas pouca gente comunga com elas e se orienta, se eleva, se harmoniza!
Passou a alta e sacra procissão de seres subtis enubelados... Ficámos nós mais subtis e cósmicos, capazes de escapar melhor às opressões ou distrações do sistema capitalista alienante mundial?
Amen, Assim seja, Hommm

Sem comentários: