sábado, 9 de janeiro de 2016

Das nuvens sagradas e do seu culto à Divindade...

      9/1/ 2016. Contemplar o nascer-do-sol nas nuvens e comungar as energias e bençãos Divinas.
Ushas, a deus da Aurora na ìndia, levanta-nos dos sonhos e ergue-nos luminosa e violetamente para o novo dia...
Céu aberto na Terra, ou as setas que apontam ao Alto e por onde escorre o orvalho do novo dia...
Altas vão as nuvens sobo-los os arvoredos e Tágides nossas, onde ontem no rio Tejo ainda um grupo de golfinhos foi visto auspiciosamente a entrar...
Pináculos de mundos... Cada um de nós é um microcosmos... Que ele se consciencialize mais do Divino, em si e nos outros...
Saber observar, discernir, subir, voar, descer, harmoniosamente, com a luz da Presença Divina no peito, corpo e Ser...
Procisão de um alto-cumulus poderoso, carregado de energias "teslicas..."

Braços e faces que as nuvens vistas em nós projectam natural ou imaginalmente
Clarabóias, modos de não perdermos a orientação pelo céu no meio das casas e das cidades, quais aves prontas a voarem...
Aves ou almas vigilantes, clarabóias clarificadoras do topo das casas, tal como chakras da alma
Pirâmides, de pyr- fogo... Arde no fogo do Amor Divino...
Clarabóias, boias lançadas para a claridade dos Mundos Distantes, observando ou captando dia após dia a electricidade e as irradiações do Sol, das estrelas, dos planetas, dos cometas e das nuvens e quem sabe dos Devas e Anjos
E a nuvem cobriu a claraboía e os para-raios e as suas cores suaves por eles desceram e àos leitos afluiram, o sonhos tingindo de tonalidades mais harmoniosas os que estavam prestes a despertar..
O Espírito sopra qundo quer e eleva-nos com beatitude...
Sê corajoso ou corajosa na viajem ou peregrinação de cada novo dia, cumpre luminosamente o destino que te propuseres ou que cruzares...
Tantos seres e mundos dentro deste mundo: desperta mais a tua interioridade animico-espiritual expandida, intensificada, abrangente, tendencialmente universal, divina...

Raios subtis que cruzam os céus e que poucos notam ou captam, e que tal como as energias das nuvens, mais poderiam ser absorvidos salutarmente pelas pessoas...
Nuvens e feixes de raios solares, passagens de planos, formas geométricas e suas reflexões...
Que Anjo ou Deva, ou que visão angélica ou divina não poderá ser tua, nascer em ti, se abrires o coração com amor e aspiração?
O Céu em fogo, o mundo a arder, a eternidade pela frente, e que estás tu a fazer com o teu tempo terreno?
Consegue elevares-te mais à consciência do Ser espiritual, abre as janelas da alma e comunga com os mundos e seres espirituais, trazendo para a Terra as bençãos celestiais...
Luz e sombra, o chão em xadrez desta peregrinação terrena: sabe discernir as trevas da luz e seguir luminosa, amoros e sabiamente
O que está em cima é como o que está em baixo, e o que está em baixo é análogo ao que está em cima, e assim se realiza a Unidade na alma do mundo e dos seres, no corpo místico da Humanidade, terrestre e extra-terrestre, humana e angélica...

Nuvens, estrato-cumulus, e almas, quem sabe dos bem-aventurados, que têm sede de justiça ou de amor, em aspiração...
Nuvens e cores tão poderosas, que purificam e fortificam as almas que as contemplam verdadeiramente e procuram a Verdade na vida...
Que o cimo da tua alma seja um triângulo ardente humano, histórico e Divino...
Oceanos de fogo espiritual... Quem os consegue ver, sentir, nadar, acumular?
Grandes seres ou ideias se materializam nas nuvens...
Claridades subtis, suavidades de tacto, textura, cor, sabor, som, sentidos espiritualizados, subtilizados, expandidos, talhando-se o corpo espiritual, como Ferando Pessoa disse uma ou outra vez quando conseguiu discerniu e afirmar melhor o fundo querer Ser divino...
Não a nós, ò Divindade, não a nós, se deve o melhor da Terra, mas à tua vibração, energia, amor...
Contempla o horizonte e encontrás o Divino nele... Não te deixes coisificar em frente à televisão e á sua constante manipulação e alienação... Abre a tua alma a energias, qualidades e cores mais luminosas e que te dêm uma vida post-motrem melhor do que a que terás me cosnequnência d eteres lienado tanto no lixo televisivo ou na bola ou em diversões ou espectáculos inúteis que só vulgarizam, rebaixam  ou ensombrecem as almas...
Procura e aspira à Ilha do Amor, rosada, no centro do Ouro alquímico que o Sol derrama diariamente, para quem o sabe ver, acolher, meditar...
Mantras, jaculatórias, preces, talismãs que recolhem ou evocam as enrgias divinas e espirituais, em circulações insuspeitadas...
Allah, Fatima, ou os nomes de Deus em talismãs que captam as energias electro-magnéticas das nuvens e dos céus e que depois irradiam à sua volta e para aqueles que as levam de cor, no coração e aura...


Sem comentários: