sábado, 29 de agosto de 2015

José Bruno Carreiro. "Antero de Quental. Subsídios para a sua biografia"

José Bruno Carreiro. Antero de Quental. Subsídios para a sua biografia. Vols. I e II. Instituto Cultural de Ponta Delgada. 1948. 
Com a dedicatória autógrafa do autor (1880-1957, um destacado lutador por uma maior  autonomia dos Açores), dois recortes de jornais da época a propósito do aparecimento desta obra fundamental sobre Antero de Quental, um deles de Bourbon e Meneses, amigo de Fernando Pessoa, que como sabemos teve em grande conta Antero.
Esta obra foi recentemente reeditada, por continuar a ser a fundamental, embora a Ana Maria Almeida Martins tenha vindo a suceder-lhe como a melhor especialista ou amiga de Antero, responsabilizando-se por inúmeros estudos, descobertas e livros complementares. 
Reproduzem-se algumas páginas sobre as Tendências gerais da Filosofia na segunda metade do século XIX, o testamento filosófico-espiritual de Antero e, para o prosseguirmos e dele nos inspirarmos, surge uma pena avermelhada sob o signo da Esperança.
A biografia mais autorizada, embora hoje bem complementada ou culminada pelos trabalhos da Ana Almeida Martins.
A dedicatória de Bruno Carreira a Eloy do Amaral.

1ª parte do artigo de Bourbon e Menezes
2ª parte do artigo de Bourbon e Menezes
Outro artigo do Diário de Notícias, e as casas de infância de Antero

A obra chave, a obra da vida de Antero...


Nosso Antero, um dos vates de Portugal... E a pena do Amor, da Verdade e da Justiça clamando por continuadores

Sem comentários: