segunda-feira, 11 de agosto de 2014

"Grito Global pela Palestina". 2ª parte, a marcha da Embaixada até ao Rossio... Dia 1 de Agosto de 2014, Lisboa.

 
"Grito Global pela Palestina", e denunciando a violência inqualifícável Israelita... 2ª parte, a marcha da Embaixada Israelita até ao Rossio... Dia 1 de Agosto de 2014, Lisboa. Talvez umas mil e tal pessoas...
 
 
 
 
 
Estado Palestiniano, livre, moderno, com direitos e capacidades como qualquer outro Estado, fundamental, declara a bandeira ao vento de Lisboa...
Dos activistas anónimos presentes e em selfies

Protestos em frente à embaixada israelita...

 

Da tragédia da brutalidade agressora e mortífera...


A criança que contempla atemorizada o que se tem estado a passar há decadas, perante a passividade conivente do Ocidente, roi as unhas e chora interiormente...


Um dos cartazes mais vivos de toda a acção cívica interroga as pessoas sobres os seus comportamentos


Crianças que merecem o melhor da vida

Muita gente, mulheres e crianças, irmanados na mesma causa da Humanidade

Queimas simbólicas contra o ódio e a opressão...

Almas corajosas pela causa Palestiniana...

Almas lúcidas e corajosas, assumindo a cidadania planetária
 

Cores, mensagens, gritos de alma

Tantas almas luminosas e algumas mesmo indignadas com tanta morte e destruição

Deter um governo israelita tão violento e opressor...

As crianças com capacetes de protecção dando testemunho de solidariedade com as mais de 500 palestinianas mortas apenas com os seus vestidos e sonhos frustrados...

Mulheres islâmicas presentes...
 

A Av. Fontes Pereira de Melo a receber mais uma limpeza consciencial da superficialidade alienada em que tanta gente vive...

Av. Fontes Pereira de Melo, Lisboa, e a Causa Palestiniana...

Sincronias coloridas, esperanças que os milhares de prédios e infraestruturas destruídos poderão ser requalificadas, embora com o dinheiro de quem e a que custo...

Marchar pela paz e a liberdade atrai as boas almas...
 

Bandeiras ao vento, vontades de amor em acção...
 

A policia acompanhou muito calma e simpaticamente toda a manifestação...




Um primeiro ministro de extrema direita, sem qualquer tipo de sentimentos humanos pelos Palestinianos só poderia dar nesta tragédia que tem evaporado a estima que existia ainda por Israel em muita gente... Que seja tratado...
 
 


Rossio, Lisboa, apoia a causa Palestiniana

D. Pedro IV, o Libertador, bem quer que a Liberdade do Estado Palestiniano aconteça

Ultimas conversas e desejos, aspirações e orações, entre grupos de amigos

Alexandra, natural de Castelo Branco, a dar a pureza de amante da Natureza e da Justiça

Prontos a passer a noite em vígilia, pois já vai demasiado longe a noite opressiva sobre os Estado Palestiniano e a sua população quase indefesa...

Finalizemos com a bandeira do Estado da Palestina, para que ela possa um dia ondular com as brisas mediterrânicas em paz, concórdia e prosperidade...

1 comentário:

Ciléa disse...

Muito bom!
Força e luz, nesta luta pela paz!