sexta-feira, 25 de abril de 2014

As verdadeiras celebrações lisboetas do 25 de Abril de 2014, pela manhã...


25 DE ABRIL CONDIGNAMENTE E NO LOCAL PRÓPRIO, E COM AS PESSOAS CERTAS, CELEBRADO: Largo do Carmo e rua António Maria Cardoso... 
Falou um jornalista e Vasco Lourenço, este num muito certeiro discurso que em breve estará certamente disponível no Youtube...




Confluindo por oito rios ou ruas criou-se no Largo do Carmo o  rodar de um mar de almas inconformadas...

Coroas de flores para os que morreram e para que o 25 de Abril e as suas conquistas não morram...

Sob a luz coada pelos brotos verdes primaveris algumas crianças receberam uma iniciação cívica..

A busca do líder, do Imam, do partido não corrupto e dos políticos sãos emergia e espelhava-se nos rostos e auras...


Alguns cartazes, entre o azul do céu e das casas, espelhavam o que no discurso de Vasco Lourenço mais descondizia com elas e mais vaiado foi...

Milhares de almas, uma mesma busca de felicidade e de um Estado que a apoie e estimule...

Um mar de gente, uma aspiração imensa, o kundalini da terra justa carente...

Por fim, no arco augusto sobre a Lisboa eterna e o seu castelo, a jovenzinha entou as suas preces inaudíveis mas intuíveis, sensiveis...

A mão divina que abençoa, que lidera e que cura pode perpassar pela criança infante...
By thy hand, thou shalt lead... So the childrens are the harbingers of the best future...

A comunidade Cristã do Carmo acompanhou ou saudou e abençou a procissão do 25 de Abril...

Cartazes justos, empunhados por gente trabalhadora e séria, eram muitos...

O poeta Chiado, e quem sabe também Luís de Camões, tentam inspirar as pessoas a fortificarem e a unirem as suas correntes eléctricas e a libertarem-se...

No teatro da vida saibamos cumprir papéis que não nos envergonhem no mundo divino e sejamos antes corajosos e abnegados, vencendo todos os obstáculos...

As jovenzinhas do futuro quiseram participar com alma e garra...

Vasco Lourenço, que já no Largo do Carmo pronunciara o discurso verdadeiramente oficial das Comemorações dos 40 anos, prepara-se para homenagear as últimas vítimas da PIDE...

As meninas de Odivelas preparam-se para entoar os seus cânticos de guerra espiritual, a jihad interna...
Certos sorrisos ou olhares são teofanias ou angelofanias, ou seja, manifestações da natureza divina ou angélica no ser humano e dão-nos a certeza que tudo é possível...

"Não deixaremos cair a tradição de Abril, o espírito de liberdade e de inconformismo, de justiça, honestidade e fraternidade"...
A juventude garante que a vida estudantil, a liberdade e a vida pelo Bem Comum continuarão vivas e flamejantes...
Young people are keepers of the best fires of future and so they hold the flowers of hope and evolution-revolution in their hands and souls...


O apeamento das figuras descredibilizadas ou ultrapassadas perante a vontade da Nação vencerá mesmo os agentes de autoridade pública que não sejam meros mercenários ou guardas pretorianas

Reflectir e dialogar, unir e ousar: vencer...

Anjos femininos guerreiros de Esperança...

Vasco Lourenço, o líder da jornada, explicando destemidamente o Espírito de Abril...


                                       LIBERDADE        JUSTIÇA

GOVERNAR PARA O BEM COMUM E NÃO PARA OS INTERESSES DOS PARTIDOS E DE GRUPOS...
                           
 Partidos e políticos corajosos, competentes e altruístas precisam-se....

4 comentários:

Alexa disse...

Boa intervenção Pedro. Que a tua voz se faça ouvir e que renasçam políticos honestos, justos e capazes de fazer melhor pelo melhor de PORTUGAL.

Luísa R de Carvalho disse...

Boas fotos! Grande momento!

Pedro Teixeira da Mota. disse...

Graças, Alexa. Esperemos e trabalhemos para que haja mais consciência, justiça e harmonia em Portugal e, como dizes, em especial nos políticos e partidos que tanto tem enfraquecido as condições de sobrevivência e trabalho, aprendizagem, convivialidade e felicidade em Portugal...

Pedro Teixeira da Mota. disse...

Graças, Luísa. Sem dúvida um belo momento, carregado de força e de esperança na Primavera de Abril...